Esclarecimentos sobre a bola de EVA

Armandinho também explica o uso delas na Copa METROPOLITANA Cidade do Recife

Armandinho fala da bolinha de EVA em geral

Desde o final da década de 80, quando conheci a modalidade oficial 12 Toques que acompanho o drama vivido pelas Federações no sentido de se ter uma bolinha de boa qualidade.

Tive a oportunidade de disputar a maioria dos Campeonatos Brasileiros e poucos deles os participantes ficaram satisfeitos com a qualidade das bolinhas, quando não eram perfeitamente redondas eram sempre diferente daquelas que muitas Federações usavam, as vezes mais leves, as vezes mais pesadas, de modo que nunca padronizadas embora sendo fabricadas pelos mesmos fabricantes que não eram muitos.

Nestes últimos anos, com o falecimento de Lorival,  um dos fabricantes e talvez o que mais forneceu as bolinhas para as competições Nacionais, o problema se agravou.

A CBFM tem tentado suplantar essa dificuldade e neste ano procurou novas opções de fabricantes e de novas bolinhas.

Sabemos que para se efetuar a troca do material que fabrica a Bolinha é preciso não só a homologação da CBFM, mas também a aprovação dos botonistas e consequentemente das Federações.

Dentre as novas opções de novas bolinhas duas estão se destacando, a de EVA e a flocada.

Tive a oportunidade de testas as duas e abaixo faço as minhas considerações

Primeiro de tudo saliento que as duas novas bolinhas são bem mais redondas que as de feltro que costumávamos jogar ou talvez tão redonda quanto a melhor de feltro que conheci.

Conforme exigência da Regra modalidade 12 Toques as características técnicas da bola é que ela tenha 10 mm de diâmetro com variação permitida de 10% e com peso variando entre 0,10 gramas (mínimo) e 0,20 gramas (máximo)

Então surgiram as dúvidas:

Será que essas novas bolinhas se enquadram nas exigências da CBFM?

Qual a principal diferença entre as duas?

Vamos lá:

A bolinha flocada é perfeitamente redonda e tem um peso maior que 0,30 gramas, por isso, mesmo muito boa para o controle ela não atende as exigências da Regra, pelo menos as que testei e para ser homologada teria que ser modificada as especificações contidas na Regra oficial ou o fabricante teria que conseguir diminuir seu peso para no máximo as 0,20 gramas.

A bolinha de EVA, também é perfeitamente redonda e difere totalmente da flocada, testei duas delas, a primeira de um fabricante pesava 0,09 gramas, ou seja 0,01 grama menos que o exigido, a segunda bolinha de EVA que testei de outro fabricante é perfeita e atende as condições técnicas exigidas na Regra, ou seja tem o tamanho dentro do exigido e o seu peso é 0,10 gramas.

Sendo assim, na minha opinião a bolinha de EVA é a melhor das duas apresentadas e com melhor condição de ser homologada pela CBFM.

Saliento a mudança da atual bolinha de feltro por essa nova bolinha a ser homologada, deverá melhorar o nível dos jogos por valorizar a técnica do controle e a diferença do peso não deverá influir na mudança da angulação do botões a não ser que seja homologada a bolinha flocada com as características técnicas iguais as que informei acima.

O mais importante na homologação da nova bolinha está na certeza que teremos sempre condições de jogarmos com bolinhas iguais em todo Brasil em virtude das mesmas serem fabricadas industrialmente o que dará condições de atender toda a demanda requerida.

É só aguardar para ver.

Armandinho explica agora o uso das bolinhas de EVA na Copa METROPOLITANA Cidade do Recife

Prezados Botonistas
Quando tomei a iniciativa de testar as bolinhas de EVA aqui em Recife, foi por que tenho acompanhado os comentários de vários botonistas do Brasil e falo de botonistas de renome Nacional e Mundial como Rogério por exemplo.
Lembro que tive muita dificuldade em implantar até a bolinha de feltro, bem como a Regra 12 Toques na década de 80, quando comecei a divulgar essa regra aqui. Muitos que agora estão começando a jogar 12 Toques ou mesmo voltando a jogar botão agora começam a dar opiniões o que acho válido.
Foi muito legal quando quase a totalidade dos botonistas que foram disputar a COPA METROPOLITANA decidiram que deveríamos jogar com a Bolinha de EVA que propus uma semana antes da competição.
Fiz a proposição de usarmos a bolinha nova não para tirar vantagem nem tão pouco com isso ajudar aos botonistas do meu clube, por várias razões, senão vejamos:
1º) recebi duas bolinhas de EVA do fabricante PEXE no final do mês passado e só joguei uma partida com Pentinho assim mesmo na sala do Sport.
2º) A bolinha de Pexe é do mesmo material mas é mais leve e menor, por isso diferente da que jogamos a COPA METROPOLITANA e que chegou na véspera da competição.
3º) Na hora da competição eu fiz questão de dizer que o Sport era contra o uso da bolinha nova, infelizmente a maioria das pessoas que votaram contra na reunião interna do Sport não conheciam a bolinha e foram induzido a votarem assim.
4º), A maioria dos botonistas do Sport que votaram contra o uso da bolinha não foram para a competição e por isso os que foram APROVARAM.
5º) Como podem julgar que as bolinhas ajudaram os botonistas do Recife Arena, quando não temos nem local para treinar e mesmo assim Matheus só perdeu uma competição em Recife jogando com qualquer bolinha seja de Feltro ou de EVA, sem falar da grande vantagem que temos em relação aos outros botonistas?
Sinceramente achei o comentário de João Paulo importuno e sem razão de ser quando afirma (brincando ou não) que ganhamos por que levamos vantagem ao usarmos as bolinhas de EVA.
Finalizando, fiquei satisfeito quando o Botonista Toinho do Sport me pediu uma Bolinha de EVA para levar para uma outra liga que joga com bolinha de Feltro no intuito de convencer aos jogadores de lá adotarem esse tipo de Bolinha, isso é pensar no crescimento do esporte.

Partida na Copa METROPOLITANA Cidade do Recife entre botonistas do Sport Recife e Recife Arena, bolinha aprovada antes do início da competição pelos próprios botonistas


Quem gosta e sabe jogar botão sempre procura a melhora desse esporte e ao meu ver as Bolinhas de EVA é uma avanço no nosso esporte.
Abraços

Armandinho

Presidente do Recife Arena e Vice-Presidente da FEFUMEPE

4 Comentários

  1. Paulinho Meira disse:

    Armandinho e Amigos das bandas do Nordeste, hoje tive a oportunidade de chutar em gol a bolinha EVA do Pexe, em toda a hora do almoço depois de minha eliminação no aberto dos Meninos em São Paulo. E darei aqui minhas primeiras impressões sobre a bolinha apenas no quesito chutes a gol. A bolinha levíssima foi de muito bom agrado. Ela é quase tão gostosa de chutar quanto a de feltro. Ela não é pesada feito a flocada do Elcio ou do Castilho...No entanto tive uma maior dificuldade de virar nos cantos...chamei o Erismar que conseguiu virar com algum sucesso. Logo mais virei para dar o depoimento depois de jogar um torneio na Garagem Paulo Edson que deverá ocorrer amanhã e na sequência devo receber as bolinhas do Waldomiro que estão a caminho...e novamente virei para dar os meus pitacos...Abraço!!

    Responder
    • Flávio Afa disse:

      Grande Paulinho Meira

      Valeu pelo comentário. Nós aqui do Recife Arena aprovamos a bolinha de EVA, a flocada é muito boa, mais muito pesada, se chegar ao peso ideal, dá pra se jogar com as duas.

      Então aguardaremos o seu depoimento do torneio na Garagem Paulo Edson e as bolinhas do Waldomiro que estão a caminho.

      Ficamos no seu aguado

      Responder
  2. Tarcizio Dinoá Medeiros Junior disse:

    Caro Armando e demais botonistas amigos.
    Apresentei a bolinha EVA para os jogadores da regra de 3 toques e os testes têm sido feitos. Acredito que teremos uma grande votação nacional dentro em breve para adotarmos este material para a nova temporada. Gostaria somente de compartilhar experiência própria, acompanhado de outros botonistas daqui de Brasília, quando usamos uma balança de precisão para pesarmos as bolas do Pexe. Dependendo de onde colocávamos a bolinha sobre a superfície da balança, ela variava o peso de 0,09 a 0,11 gramas. Isso ocorreu várias vezes com a mesma bolinha. Enfim, minha ideia é somente a contribuir. Grande abraço. Tarcizio

    Responder
  3. Augusto disse:

    Desculpe amigos, por me intrometer em um assunto tão complexo, mas alguém pensou em tentar fazer as bolinhas em MDF ? Pesquisando na internet verifiquei que a densidade dele é praticamente a mesma do feltro: "MDF (0,6 a 0,8 Kg/dm3)" ficando a vantagem que não deformaria, como os materiais mais moles. Já que estamos em fases de teste.... Vai a dica.
    Abraços

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *